SENAR-DF e IFB inauguram cisternas construídas com a comunidade

Publicado em 03 de Maio de 2018

Nesta quarta-feira (2) no Campus São Sebastião do Instituto Federal de Brasília (IFB)  foram inauguradas duas cisternas oriundas da capacitação de construção de cisternas de ferro, solo e cimento, oferecida pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR-DF). De forma pedagógica, a iniciativa de parceria ajudou o Campus a solucionar um problema de racionamento de água, resultando na perda de parte do seu Sistema Agroflorestal (SAF) por falta d´água.

As cisternas construídas serão preenchidas com água da chuva e irão abastecer os projetos educativos e as pesquisas desenvolvidas pelo NEA – Núcleo de Estudos Agroecológicos. Agora, além de revitalizar o SAF com plantas medicinais e  plantas alimentícias não-convencionais (panc), o campus deve iniciar a construção de um viveiro de plantas florestais.

O curso de Construção de Cisternas foi ministrado pelo instrutor do SENAR-DF Prof. Arnaldo Lima, profissional com quase 40 anos de experiência no ramo. “Uma cisterna como essa não é algo que se constrói sozinho. É um trabalho artesanal, coletivo”, explicou.

Aberto à comunidade participaram do curso pessoas da região e de cidades mais distantes, como Paranoá, Ceilândia e até de Colinas do Sul – Goiás. A aluna Luza Maria de Jesus, 55 anos, pedalava 15 quilômetros para chegar até o Campus São Sebastião e fazer o curso. “Em minha casa tenho várias frutíferas e agora sonho em ter uma chácara para fazer uma cisterna e construir um viveiro”, disse.

Moradora do Sol Nascente, Ribenilde Almeida, 43 anos, conta que nunca havia pegado em uma pá e foi surpreendida por quebrar tabus de que o trabalho era para homens. “Eu me senti enaltecida como mulher. Minha realidade ampliou com este curso. Fui descobrindo um universo rico e vasto. Cada pá de terra e de cimento eu sentia que estava concretando meu caráter com novos e preciosos valores; foi muito além da construção”, narrou. Agora, Ribenilde quer fazer o curso de construção de viveiros e acredita ser este um caminho positivo para a sua comunidade. “No Sol Nascente, 90% das mulheres estão em situação de vulnerabilidade. Cursos como esses podem auxiliá-las a encontrar sustentabilidade”.

O jovem Lucas Messias fez o curso acompanhado do pai, Luiz Cláudio, e em mente tinha o objetivo de ampliar seus conhecimentos para empreender profissionalmente e ainda auxiliar em mutirões de regiões carentes. “Acreditamos que a bioconstrução é um caminho mais possível, sustentável”, comentou.

O superintendente do SENAR-DF, Everaldo Lima, presente na solenidade de inauguração das cisternas, fez um histórico da parceria com o Instituto e reforçou que o intuito desse projeto é concretizar muitas outras iniciativas semelhantes. “Temos um só objetivo”, destacou.

Segundo Thiago Ávila, um dos coordenadores do Fórum Alternativo Mundial da Água a capacitação foi toda documentada. “Participei e registrei em audiovisual todo o curso para poder multiplicar este conhecimento pelo mundo com um documentário. Esta ação vai ao encontro do que acreditamos – de ser possível vivermos em áreas urbanas de uma forma mais agroecológica e sustentável”, disse.

O novo curso, também fruto da parceria é o de Construção de Viveiros. As inscrições estão abertas até o dia 08 de maio, podendo ser feitas pelo pessoalmente na sede do Campus São Sebastião ou pelo link: https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSf4J9IQQsmVZrp0yHdByd3rd5LZwdP4vixE-b5ngqUE192P0A/viewform

Fonte: Ascom SENAR-DF, com informações do IFB

Foto: IFB