Projeto ABC Cerrado

O Brasil ocupa lugar de destaque entre os maiores produtores de alimentos do mundo. É, também, um dos que mais preserva o meio ambiente. Mesmo produzindo em apenas 27,7% do seu território e mantendo 61% cobertos com vegetação nativa, o país assumiu, em 2009, o compromisso de reduzir as emissões de gases de efeito estufa, durante a 15º Conferencia das Partes. De lá para cá, a agricultura de baixa emissão de carbono passou a receber uma atenção maior por parte do Governo e de diversas instituições, que criaram programas para incentivar o produtor rural brasileiro a adotar técnicas sustentáveis.

O Serviço Nacional de Aprendizagem Rural Administração Regional do Distrito Federal – SENAR-DF participa dessas iniciativas que contribuem com a meta nacional. É o caso do Projeto ABC Cerrado, que dissemina práticas de agricultura de baixa emissão de carbono e estimula o produtor a investir na sua propriedade, para impulsionar a produtividade e a renda preservando o meio ambiente. O projeto é desenvolvido em parceria com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento – MAPA e a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária – EMBRAPA, com recursos do Programa de Investimento em Florestas – FIP do Banco Mundial.

Responsável pela Formação Profissional dos produtores, pela capacitação de instrutores e de técnicos de campo, alem da assistência técnica à atividade rural, o SENAR atua com foco em quatro tecnologias preconizadas pelo Plano de Agricultura de Baixa Emissão de Carbono – Plano ABC:

01. Recuperação de pastagens degradadas – RPD;

02. Integração lavoura-pecuária-floresta – ILPF;

03. Sistema plantio direto – SPD;

04. Florestas plantadas – FP.